TF Turismo Fundos - SGOIC, SA

Foi constituída em 1995, tem um capital social de 375.000€, com a seguinte composição acionista

53,2%

Turismo de Portugal

33,5%

Caixa Geral de Depósitos

13,3%

Novo Banco

O que fazemos

A Turismo Fundos investe especialmente em imóveis afetos às atividades turística e industrial

Fundos

Atividade Turística

Através do Fundo de Investimento Imobiliário Fechado Turístico (FIIFT), Fundo de Investimento Imobiliário Fechado Turístico II (FIIFT II), Fundo Imobiliário Especial de Apoio às Empresas (FIEAE), Territórios de Baixa Densidade Turísticos – Fundo Especial de Investimento Imobiliário Fechado (TBD FEIIF) e do Fundo Revive Natureza.

Fundos

Atividade Industrial

Através do Fundo Imobiliário Especial de Apoio às Empresas (FIEAE).

Estrutura Organizacional

Linhas de Orientação Estratégica

Promover uma política de investimentos, no contexto de apoio público às empresas, alinhada com a estratégia definida para o setor do turismo, prosseguindo, nomeadamente, uma política ativa de seleção de projetos inovadores que contribuam para a valorização do património e para o desenvolvimento e sustentabilidade das empresas e do setor.

Promover a rotação da carteira através do incentivo ao desinvestimento decorrente do exercício da opção de compra antecipada pelos arrendatários, bem como mediante colocação no mercado dos imóveis devolutos em carteira, contribuindo, assim, para o estabelecimento de novas operações com novas empresas.

Promover uma política de investimento focada no preenchimento de falhas de mercado através, nomeadamente, da indução da desconcentração geográfica e temporal da procura, da diversificação de produtos e da criação de valor, sem prejuízo dos critérios de rendibilidade associados à demonstração da viabilidade económico-financeira das empresas.

Acompanhar, de forma proativa e próxima, o desenvolvimento da atividade das empresas arrendatárias, apoiando-as, nomeadamente, no sentido de prevenir o risco de incumprimento no pagamento das rendas aos fundos sob gestão.

A afetação da liquidez em ativos turísticos em respeito por um limite máximo indicativo de 5 M€ por investimento e pela efetiva necessidade de financiamento da empresa, contribuindo assim para promover a sustentabilidade do negócio de um maior número de empresas.

Garantir uma rendibilidade do património imobiliário dos fundos sob gestão, num nível condizente com as suas políticas de investimento.

Promover a valorização contínua da unidade de participação dos fundos sob gestão.

Quem Somos

Ana Inácio

Ana Inácio

Secretária da Administração
Bacharel (pré-Bolonha), em Gestão de Marketing pelo IPAM – Instituto Português de Administração e Marketing. Iniciou a sua atividade profissional no Turismo de Portugal, IP, como assistente do Diretor dos Serviços Financeiros. Após uma breve passagem pela empresa Tecninvest – Técnicas e Serviços para o Investimento, SA, onde exerceu funções de secretária, regressou ao Turismo de Portugal, IP, para desempenhar funções de Secretária de Administração. Foi como secretária que acompanhou a criação da TC Turismo Capital – SCR, SA e da TF Turismo Fundos – SGOIC, SA, tendo posteriormente assumido as funções de Assistente de Administração.
Duarte Ribeiro

Duarte Ribeiro

Adjunto da Direção de Gestão de Fundos Imobiliários
Licenciado em Gestão Imobiliária pela Escola Superior de Atividades Imobiliárias (ESAI), possui uma Pós-Graduação em Gestão e Avaliação Imobiliária pelo Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG). Frequenta atualmente a 1ª edição do programa avançado em Investimentos Imobiliários no INDEG-ISCTE. Iniciou em 2005 o seu percurso profissional na Jones Lang LaSalle (JLL) com o desenvolvimento de projetos imobiliários para o sector da grande distribuição, incluindo Centros Comerciais e Retail Parks, tendo realizado diversos estudos de mercado e avaliação de portfólios nas funções de analista e perito avaliador.
Helena Pinto de Sousa

Helena Pinto de Sousa

Adjunta da Direção de Gestão de Fundos Imobiliários e Assessoria de Gestão

Doutorada em Gestão pela IE Business School (Madrid), Mestre em Finanças pela London Business School (Londres) e licenciada em Organização e Gestão de Empresas pelo ISCTE-IUL. Foi Diretora de Qualidade e Inovação da Agência Nacional de Compras Públicas, Partner na 4V – for Value, consultora na Ernst & Young UK, e Técnica de Supervisão Bancária no Banco de Portugal. Conta com mais de 15 anos de experiência em funções de consultoria estratégica e financeira tanto em Portugal como no estrangeiro, tendo liderado dezenas de projetos de conceção e planeamento estratégico, análises de benchmarking, implementação de BPM e melhoria contínua, entre outros.

Maria João Cardoso

Maria João Cardoso

Revive Natureza
Licenciada em Organização e Gestão de Empresas pelo ISCTE-IUL, possui uma Pós-Graduação em Gestão de Projetos pela UCP. Com mais de 30 anos de experiência na área do turismo, integrou o Gabinete de Apoio Especializado às Empresas de Turismo, foi Assessora do Conselho Diretivo do Turismo de Portugal, IP e Coordenadora do Programa de Inovação Financeira para o Turismo. No Turismo de Portugal, foi Diretora Coordenadora da Direção de Análise e Acompanhamento do Investimento e integrou as Comissões de Acompanhamento e Unidades de Gestão dos vários sistemas de incentivo financeiro dos Quadros Comunitários de Apoio. Exerceu funções de consultadoria em várias empresas.
Maria João Torres Silva

Maria João Torres Silva

Assessora Jurídica e Compliance
Licenciada em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa (FDUL), mestre em Reabilitação da Arquitetura e Núcleos Urbanos pela Faculdade de Arquitetura (UL) e Pós-Graduada em Ciências Jurídico-Administrativas (FDUL) e em Direito do Ordenamento, Urbanismo e Ambiente (Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra). Antes de ingressar na Turismo Fundos, trabalhou na Direção Geral do Turismo e no Turismo de Portugal, IP, como consultora jurídica. Desde 2014 é responsável de compliance da Turismo Fundos, funções que acumula com a assessoria jurídica interna da Sociedade.
Pedro Almeida

Pedro Almeida

Diretor Administrativo e Financeiro
Licenciado em Finanças pelo Instituto Superior das Ciências do Trabalho e da Empresa (ISCTE). Diretor Administrativo e Financeiro da TF Turismo Fundos – SGOIC, SA desde junho de 2012, tendo iniciado o seu percurso no Turismo com a entrada em 2009 na Direção Financeira da Turismo Fundos em parceria com a Turismo Capital – SCR, SA. Foi o responsável pelo Departamento Financeiro da sucursal da MSF no Ghana. A sua atividade profissional iniciou-se na Refrige, SA no departamento de orçamentação e reporting. Tem participado em diversas ações de formação profissional, especialmente nas áreas de branqueamento de capitais e financiamento do terrorismo e fiscalidade no imobiliário.
Pedro Rebelo

Pedro Rebelo

Adjunto da Direção de Gestão de Fundos Imobiliários
Licenciado em Gestão de Empresas pela Universidade Europeia e bacharel em Publicidade e Marketing pela Escola Superior de Comunicação Social de Lisboa. Possui Pós-Graduação do ISCTE em “Top Management in Hospitality and Tourism”. Inscrito na Ordem dos Economistas e na Ordem dos Contabilistas Certificados como TOC. Possui diversa experiência empresarial através de empresas ligadas ao setor da construção imobiliária e do turismo. Acumula igualmente experiência no setor empresarial público e privado nas áreas financeira e de procurement. Passou pelas Multinacionais HP-Hewlett Packard, ROFF, Norsk Hydro e pelos Hospitais de Santa Maria e Egas Moniz.
Pedro Santos Moreira

Pedro Santos Moreira

Presidente do Conselho de Administração
Licenciado, Pós-Graduado, Mestre e Doutor em Gestão pelo ISCTE-IUL, onde é Professor Universitário desde 1998. Docente em Mestrados e Pós-Graduações em disciplinas de Liderança e Gestão. Presidente do Conselho de Administração da TF Turismo Fundos – SGOIC, SA desde julho de 2016, na sequência de seis anos enquanto Administrador Delegado (junho de 2010 e junho de 2016). Foi Administrador não executivo da TC Turismo Capital – SCR, SA entre junho de 2010 e fevereiro de 2012 e Presidente do Conselho de Administração do OPART, EPE entre maio de 2007 e maio de 2010. Autor dos livros “Liderança e Cultura de Rede em Portugal – casos de sucesso” em 2007 e “Gestão de Pessoas: tendências, qualificações e formação” em 2006.
Rita Lavado

Rita Lavado

Administradora Executiva
Licenciada em Gestão de Empresas Turísticas pela ESHTE e Pós-Graduada em Investimentos Imobiliários pelo ISCTE – Executive Education. Iniciou a sua carreira profissional em 1999, no Turismo de Portugal, IP, no Gabinete de Apoio ao Investidor. De 2008 a 2017 coordenou a Equipa das Agências e Atividades Turísticas, tendo participado no desenvolvimento de projetos como Registo Nacional de Turismo e, posteriormente, coordenou a Equipa para a Valorização e Promoção Turística do Interior. De julho de 2019 a abril de 2020 assumiu as funções de Assessora de Administração na TF Turismo Fundos – SGOIC, SA.
Rita Magalhães

Rita Magalhães

Diretora de Gestão de Fundos Imobiliários

Licenciada em Economia pela Católica Lisbon School of Business & Economics. Possui uma Pós-Graduação em Gestão e Finanças Imobiliárias pelo CEMAF/ISCTE e participou na 1ª edição do Programa Avançado de Gestão para Empresas do Setor do Turismo (PAGEST), promovido pela Católica Lisbon School of Business & Economics. Tem mais de vinte anos de experiência em fundos de investimento imobiliário como responsável pela gestão de carteiras de imóveis, na montagem e análise de oportunidades de investimento.

Informação Financeira